quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

said I wouldn't call

video

[Lady Antebellum - Need You Now]

e quando eu disse que havia esquecido e te contei que menti? tão suja. não precisava ter te contado. 

poderia chorar as mágoas antecipadas ou atrasadas mas tudo o que sinto agora é saudade. é uma saudade quase que do futuro. saudade do que a gente ainda não viveu. saudade do que eu nem sei se a gente vai viver. saudade do nosso cachorro que a gente ainda nem teve, saudade jogar o baralho que a gente ainda nem jogou, saudade das noitadas que a gente ainda nem teve, saudade do banho na nossa banheira que a gente ainda nem escolheu a cor. você tem saudade de coisas que ainda não foram? tenho saudade de um monte de coisa. as que ja passaram deixam o gosto de quero mais, as que ainda não passaram deixam um gosto de ansiedade em mim que sou um poço disso. pior sentir ansiedade ou nostalgia? a nostalgia pelo menos é concreta. é real aquilo tudo. as minhas saudades do futuro são completamente pautadas sobre um vazio imenso. acho que é mais medo do que saudade, a palavra. tenho muito medo de o futuro não ser do jeito que imagino, e tenho um medo quase que igual de o futuro ser do jeito que imagino. 

me assusta não existir o presente. o momento que vivo agora é passado do momento que vivo agora e também o futuro do momento que acabei de viver...

sinto te dizer, à você, e não à você, que você é o intervalo do meu filme. você é a hora do pause em que eu mudo de canal. você é aquele canal que eu não tenho saco pra assistir o tempo todo. você é o SBT da minha Globo...

não se sinta usado, você pode pensar que o SBT tem Chaves, Silvio Santos e Eu, A Patroa e As Crianças.

e você, eu te amo você.
eu te amo, eu amo você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Às vezes até um smile agrada a quem escreve.