domingo, 24 de setembro de 2017

amor...que palavra filha da mãe

ontem trampei no buffet e toda vez que vou lá lembro de você. vejo os casais juntinhos, as moças sempre maravilhosas e bem arrumadas, os caras nem sempre tão elegantes mas percebe-se que dão valor à mulher ao lado deles. casais jantando juntos, se divertindo, as mãos dos homens nas coxas das mulheres embaixo da mesa, mas gesto de carinho mesmo. de vez em quando ele vira pra ela e diz que está linda. no fundo todos estão pensando em quando também encontrarão um amor que te faça gastar 100mil reais pra simplesmente casar hahaha.
e dá saudade de você. dos planos que a gente tinha feito e que mudaram totalmente, que talvez tenham virado só planos mesmo, só sonhos bobos de gente apaixonada. mas me sinto bem porque você não me olhava como eles olham pra elas. você não pedia pra encherem meu copo porque ia ficar com vergonha.

estou conseguindo um pouco deixar de lado a raiva e a mágoa que estou sentindo e nutrir sentimentos bons do tipo "aiai foi legal isso e aquilo".

mas no fundo mesmo meu coração ta golpeado com um taco de beisebol, e cada vez que você fala que não mentiu parece outra tacada. e dói mano. sabe tudo deu meio errado porque na primeira coisa que você me colocou contra a parede eu fui sincera, há 2 anos atrás. então como pode você tentar me enganar sabe? que trairagem eu achei... eu merecia no mínimo o soquinho da verdade mesmo. ia doer talvez mas seria uma dor justa...

às vezes acordo sem acreditar que esse foi o rumo que as coisas tomaram.

você brigava que não era o assunto dos meus posts, ficava indignado. daí você foi o assunto da minha vida e conseguiu perder isso. logo eu que me jogo de cabeça nas coisas.

dói às vezes mas sei que vai ficar tudo bem. saudades de quando tudo começou.

EDIT.: nossa eu tenho que tirar o Porquinho Mala daqui mas gente vou chorar nesse dia. fica pra próxima...