terça-feira, 18 de setembro de 2012

WHAT THE HELL

video

[ Ivete Sangalo - Não precisa mudar]

Postar já essa música senão eu desisto, certeza. 

esse é o primeiro post com 18 anos mas infelizmente ele não tem nada a ver com isso. se você quer saber eu ainda nem tive a oportunidade de usufruir da minha maioridade. eu digo e repito que esses 18 anos só me seriam úteis na época em que eu tinha 14. agora tanto faz...

eu poderia falar agora tudo o que eu venho ensaiando pra dizer desde o último post. mas não. porque aconteceu uma coisa mais empolgante do que o seu jeito banana de ser. e eu continuo achando que você não gosta de mim, é...

que bom que a gente se falou de novo. senão eu ia ter que te dar um soco e você nem sabe.

e o outro a gente? porque desse a gente eu não espero nada mesmo. porque a gente é bem idiotão. mas a gente se dá tão bem... mentira. a gente nem é a gente mesmo. ou será que a gente é assim??? tudo bem, eu acho que deve ser normal sentir o que estamos sentindo (não faço a mínima do que estou sentindo).

mas e a gente? cadê você aqui pra conversar comigo e concordar com os absurdos que eu falo? cadê você pra saber que agora eu chamo as minhas amigas de bitch? cadê você pra viajar comigo? cadê você morando comigo em Joinville e comendo a minha comida? por que a gente se separou assim? nada pior do que um fim sem um motivo. poxa volta logo e diz que quer conversar comigo...

porque ficaram algumas pessoas. a mari está aqui. a mari concorda com tudo. ela topa ir comigo em todo lugar. sério ela vai mesmo. eu admiro ela por ser assim. mas a gente não conversa mais...porque eu estudo. ela estuda. 

eu não sei de nada...eu to morrendo de vontade de jogar com você, mas eu sei que você vai roubar e aí vou ter que derrubar tudo e te morder, daí alguém vai se machucar e, como sempre, eu vou chorar e a gente vai brigar. hahahaha meu deus a gente tem que parar de ser tão previsível.

prometo que se você roubar eu vou fazer diferente dessa vez. só dessa, porra. s2

Um comentário:

Às vezes até um smile agrada a quem escreve.