sexta-feira, 11 de julho de 2014

mas baixa a bola, agora vem meu proceder

posso falar sem censura nessa merda?

não sei nem por onde começar. sério não sei o que escrever. tanto tempo escrevendo em metáforas pra não magoar quem lesse, escrevendo em códigos que às vezes eu mesma não entendo ao reler, escrevendo nas entrelinhas pra ninguém entender, deixando de escrever pra não ter que explicar a quem quisesse perguntar...

quantas coisas não deixei de escrever até mesmo na pascussa para não lembrar, para evitar que algum dia fosse lido, para esquecer.

uma ironia do destino. não vi que estava na guia anônima. senão teria fechado e aberto a normal. eu sempre vejo tudo. quer dizer, descobri que não né. descobri que era completamente cega. mas agora não quero virar uma olhos de águia. mas também não quero ser cega. sabe o que eu quero? eu quero ser cinco letras, eu quero ser FELIZ. só isso? só. só isso. FELIZ. o que vem junto faz parte... às vezes a vida faz a gente cega e boba pra gente ser feliz. 

hoje fui feliz. hoje sorri de orelha a orelha na rua. estava realizada. uau. me arrumei como não me arrumava há muito tempo, simples e rápida e terminei linda. modéstia à parte. um rímel, um belo batom vermelho que voltou pra casa intacto, um blush pra competir com o frio, uma blusa nova e linda, uma bota pra ser amada pelo frio. sorrisos. a felicidade por estar indo encontrar alguém em quem confio. um papo confuso: sonhos. metas, métodos, meios. nada de traição. nada de choradeira, só sorrisos. novas experiências. vou ter que fazer de novo pra me acostumar. pra aprender a gostar. começou bem, não desgostei! 
hoje a traição só veio na minha cabeça com sorrisos. eu. a vida linda escrevendo tudo torto pelas linhas erradas, mas formando um livro digno de ser lido por uma garota de 19 anos. leia para aprender. ele teve que aprender por si só mas nós garotas somos espertas. vocês garotas.

eu achei explicações. precisava de motivos pra poder mandar a dor ir se foder. encontrei. aquele calendário não ficou na minha parede à toa, sua vida bandida! quantas vezes não olhei e pensei "nossa mas já se passaram dois meses, e você ainda está aí... amanhã eu tiro". agora ele pode ir! filhadaputa! quando sentei na cama com a língua afiada para te cortar, meus olhos pousaram nele. eu achei as explicações que procurava. eu sorri. sorri. sorri. passei pelo menos meia hora conversando com o espelho explicando a ele esse quebra-cabeça. senti-me livre para deixar a dor ir. é claro que pedaços dela ficarão. mas eu não estarei sendo infiel a mim se sorrir por você às vezes. que vontade de comentar que amo aquela música e que adorei o fato de você ter tocado ela e ainda mais o fato de você ter postado ela. eu sei que você acha que "descobriu um amor que sabia que ia perder". mas não. aí também já é demais. não quero te paparicar, não quero te dar bola, não quero te dar a mínima. eu quero EU. eu quero o meu sorriso, a minha alegria, a minha companhia, o meu sol, a minha cama, a minha luz, a minha voz porque a gatona cantora sou eu, meu bem. a boca que te beija suado sem te recriminar é a minha. e eu tenho músicas que regem a minha vida, às vezes só um pedaço delas... 

"então abre o olho, mulher. vê quanto cara te quer."

assim por cima sei de uns 3. não to me gabando, são todos uns chatos...e eu não sei se você sabe, mas eu também sei fazer o que elas fizeram com você. eu posso fazer isso sem um decote, sem beber, sem um bar, sem te mostrar as minhas pernas. e não é só com você não. eu tenho um atributo que é só meu, e que não dá pra colocar no cirurgião plástico ahahaha. eu sei muito bem ser a desejada. não se esqueça como foi que eu conquistei você...e ah! quantas baladas eu quero ir! eu quero ir em todas! eu quero sexta-feira na balada! eu quero dançar e dançar e dançar mais. quer me acompanhar vamos, não quer, paciência, confia em mim...

eu postei no outro blog em 2011 que a grama do vizinho sempre é mais verde. a loirassa do teu bar é mais legal, mais gostosa, mais animada, mais descontraída, mais saliente. meu bem, eu já fui a loirassa (atualmente ruiva desbotada) de muitos lugares em que passei... todo cara otário acha que a mina do lado é mais, seja por um instante. e tem cara otário no teu bar e no meu também rs...

isso tudo me fez apaixonar mais por ela. Melissa. tudo sempre gira em torno de você. é você que eu quero fazer feliz. a mim. se pra você ser feliz você precisa disso, faremos isso. faremos isso mas não com os olhares voltados a ele. eu quero os olhares aqui, em você. 
não quero nada de "ai como sou ruim.....sou chata, sou feia sou boba mimimi" - O CARALHO!
eu quero te ver só feliz, só bem, só legal, só gata, só na boa. por você. 

o teu cabelo mulher, eu não troco por nenhum outro. quem precisa olhar pro lado quando tem você? todas em uma só. capaz de levar a mente a qualquer lugar. topa todas. tem o corpo que quiser. tem a alma que quiser. maravilhosa é você, Mel. linda linda linda linda linda. a libido em pessoa.

e eu? linda. sensível, gente boa, aprendiz diariamente, em evolução continuamente, e perdida, perdidamente disposta a fazer seu mel feliz. quando to triste é você que me motiva a levantar. a sua alegria de viver, aquela que ele fala que era tao linda, orn. aquela que topava qualquer rolê a hora que fosse. aquela alegria, aquele jeito largado. sua vontade de ser feliz me motiva. às vezes não to afim, às vezes quero só chorar na minha cama mas você logo me convence a sorrir pro mundo que te sorri de volta. e pras recalcadas que precisam correr atrás de qualquer um, meu beijo. um tapa na cara se tiver oportunidade? ahahaha eu apostaria que sim...

eu disse a você que correria atrás de quem você ficasse pra ficarmos quites. mas desculpa, eu tenho nojinho. vamos combinar que você escolheu bem mal rs. nenhuma delas faz meu tipo. nenhuma delas chega à minha altura de ideia do que é uma mulher. umas pela aparência, outras pelo caráter, outras pela aparência E pelo caráter... às vezes penso em chorar, mas daí eu dou risada. rs.

video

[ Smile - Lily Allen ]

At worst I feel bad for a while
But then I just smile
I go ahead and smile

não leve tudo aqui assim TÃO a sério. é de uma vez só, é sem pudor, sem pensar muito, só deixar fluir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Às vezes até um smile agrada a quem escreve.