terça-feira, 27 de novembro de 2012

gata de rua

video

[Cachorro Grande - Dia Perfeito]

e o que eu poderia falar? escrevi, apaguei. escrevi outra coisa, apaguei. na verdade você não devia aceitar meu desrespeito e eu não devia aceitar suas cobranças e sua estupidez. ia falar da gente, mas não existe a gente. existe você, estúpido, todo azul, quase roxo. e existe eu, preguiçosa nas atitudes, amarela como o amarelo. não ia dar um verde bonito mesmo. mas só se precisa de um verde bonito pra pintar um quadro, porque pra pintar um post-it perdido pode ser qualquer cor...

você é passado bem passado mas eu não esqueço de como fui aquele dia com você. te troquei na cara dura por um milhão de gente que eu nunca vi. e eu ja sabia que eu ia fazer isso. já sabia que ia ser uma idiota, e, mais uma vez, isso nunca me incomodou. eu queria fazer aquilo. puta saco, você já tinha existido, agora eu queria mudar de cor. eu queria o arco-íris todo e eu me joguei dentro dele, e foi na cara dura mesmo. o que será que você ficou pensando enquanto eu larguei você, branco, pra me afogar em todas as cores que existem no céu?

é tanto você, você, você, que às vezes até eu me confundo sobre quem é você. 

eu que devia ser estúpida com você, por você chegar chegando, por interromper a história que eu estava escrevendo do meu jeito tortuoso mas pelo menos ainda nas linhas. vou botar a culpa toda em você, Mel. porque se não tivesse você, não teria você, e você poderia me ter. você que deixou a porta aberta e a estupidez entrou. agora eu estou rodeada de um mel bem melado, muito mimimi e grosserias estúpidas.

clap clap clap


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Às vezes até um smile agrada a quem escreve.