quinta-feira, 25 de outubro de 2012

doce só se for o seu

video

[Rihanna - Disturbia]

mudei de ideia. era uma grande música do maroon.

bom, depois de muita água rolando por cima de mim, tudo o que eu pude concluir é que a conta de água virá alta. nenhum pensamento entrou nos eixos ou quis fazer isso. nada fora do normal. bem ornélico mesmo. um banho ornélico, eu diria.

mel, mel, mel...a gente ta bem? você não presta, ta sempre bem. BITCH.

olha só, há quanto tempo não falo algo sem metáforas por aqui hein! então lá vai. domingo vai ter um showzasso no auditório do ibira...grandes violeiros que conheço tocando rock na viola. acho que não quero arrumar nenhuma desculpa pra não comparecer! duas das coisas que mais gosto no mundo estarão juntas, no melhor dia da semana, no melhor horário da vida. rock e viola. e eu ali, quem sabe, pra contemplar.

pronto, podemos voltar às metáforas e analogias (?). mel, mel, mel...

isso me incomoda um pouco. também não queria ser só metade. não queria te apagar, Mel. mas to de boa samaritana essa semana, sorte do mundo...
princesa, pode me perdoar desde já por cortar suas asas? pode me dar seu mini-soco de mini-raiva que eu aguento. sinto não poder te levar comigo agora. eu sei o quanto você curte essa viagem. eu sei que o seu mel escorre pelo meio das costas, mas pode deixar que ele não vai chegar ao chão. dessa vez eu mesma tomarei a atitude que você quer que seja tomada. eu disse uma vez que sabia quem não deixaria o seu mel escorrer até o chão. e eu sabia mesmo, e acertei. mas dessa vez eu te digo em alto e bom som, melissa, sou eu. dessa vez farei tudo por você, pra me redimir por te cortar assim. pode deixar que seremos incríveis se depender de mim. e um pouco maldosas também.

mas ja te aviso...

quando você vier descontar em mim, eu vou segurar o seu punho. vou olhar nos seus olhos. vou colocar suas mãos pra trás. daí, Melissa, será o seu fim. só você sabe, Mel, como eu te deixo de mãos atadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Às vezes até um smile agrada a quem escreve.